Trinidad & Tobago: título e classificação na World League

O Brasil tem que torcer por T&T nos Jogos Interamericanos, em novembro

O Brasil tem que torcer por T&T nos Jogos Interamericanos, em novembro

A seleção masculina de Trinidad & Tobago ficou com o título do Round 1 da World League em Kingston, na Jamaica, e se classificou para o Round 2, que acontece entre 28 de fevereiro e 8 de março de 2015, na Califórnia (EUA). Além dos americanos, participam da competição Canadá, Irlanda, Áustria, Chile, Rússia e México. Se o Brasil tivesse se classificado, entraria nesse grupo. Nessa etapa na Jamaica, a seleção local ficou na 2ª colocação, com a República Dominicana em terceiro e Barbados em quarto. Essas seleções voltam a campo em novembro, para disputar os Jogos Interamericanos em Veracruz, no México. A competição vai definir os últimos classificados para a Copa Pan-Americana de 2015 e por consequência quem segue na briga pelas vagas continentais nas Olimpíadas de 2016.

Para ficar de olho

Lance de Jamaica 2 x 1 Barbados pela World League em Kingston.

Lance de Jamaica 2 x 1 Barbados pela World League em Kingston.

Está sendo disputado em Kingston, na Jamaica, o Round 1 da World League masculina para a América Central e Caribe. Nós brasileiros precisamos ficar de olho, pois algumas dessas seleções vão participar dos Jogos Centro-Americanos, cruciais para nossas pretensões olímpicas. Foram disputados dois jogos até agora, e um deles preocupa. Trinidad & Tobago empatou com a República Dominicana em 2 a 2 e só conseguiu vencer nos shoot-outs por 2 a 0. Lembrando que Trinidad & Tobago e México precisam estar nas primeiras colocações no torneio de novembro para que uma vaga seja aberta para o Brasil. T&T tem dois desfalques importantes na competição, então a tendência é que melhore o desempenho nos Jogos Centro-Americanos. Na outra partida, a Jamaica derrotou Barbados por 2 a 1. A WL continua hoje com os jogos Barbados x Trinidad & Tobago e República Dominicana x Jamaica.

Brasil é eliminado da World League, mas ainda mira em 2016

O capitão Bruno Mendonça em ação contra os chilenos

O capitão Bruno Mendonça em ação contra os chilenos. Foto: Andrés Mallén

Acabou o sonho brasileiro de avançar na World League 2014/2015. A seleção masculina foi eliminada da competição ao perder para o México na disputa de shoot-out depois do empate em 0 a 0 no tempo normal. Com o resultado, o time treinado por Cláudio Rocha ficou na 3ª posição e não vai avançar para o Round 2, já que apenas os dois primeiros colocados (Chile e México) se classificaram. A eliminação também complica ainda mais a caminhada rumo à classificação às Olimpíadas de 2016. Não temos mais chance de chegar até a 30ª posição no ranking da FIH até o fim de 2014, o primeiro critério de classificação para os Jogos. Nos resta agora o segundo critério: chegar em até 6º lugar nos Jogos Pan-Americanos de 2015 em Toronto, no Canadá. Mas sequer ainda classificados para a competição.
gab

Gabriel de Grandis na derrota para o Chile. Foto: Andrés Mallén

As oito vagas vão ser preenchidas da seguinte forma: uma para o país anfitrião (Canadá); duas para os dois primeiros colocados no Campeonato Sul-Americano de 2014 (Argentina e Chile); duas para os primeiros colocados nos Jogos da América Central e Caribe, que acontecem no México em Novembro; 2 para os países com melhor classificação na Copa Pan-Americana de 2013 após os já classificados, uma a ser disputada entre EUA e o país na colocação seguinte à dos americanos na Copa Pan-Americana 2013. Resumindo, é o seguinte: temos que torcer para Trinidad & Tobago e México, que ficaram à nossa frente na Copa Pan-Americana 2013, levarem as vagas pelos Jogos da América Central e Caribe, abrindo a chance de nos classificarmos pelas posições finais da competição. Agora é esperar, fazer contas e torcer.
França tenta jogada na goleada sobre a Guatemala. Foto: Andrés Mallén

França tenta jogada na goleada sobre a Guatemala. Foto: Andrés Mallén

Brasil e Guatemala entram em campo pela World League

Brasil e Guatemala entram em campo pela World League. Foto: Andrés Mallén

Confira aqui uma galeria exclusiva de imagens feitas pelo fotógrafo mexicano Andrés Mallen, nas partidas contra o Chile e a Guatemala.

Na alegria e na tristeza

Brasil: uma vitória e uma derrota em Guadalajara

Brasil: uma vitória e uma derrota em Guadalajara

A seleção brasileira enfrentou sentimentos distintos nos dois primeiros jogos pelo Round 1 da World League em Guadalajara, no México. Primeiro, a festa pela goleada expressiva de 9 x 0 sobre a Guatemala. O grande destaque foi Stéphane, com 5 gols. Matheus marcou duas vezes e Yuri, França e Murilo completaram o placar. Neste sábado o adversário foi a forte seleção do Chile, contra a qual estamos fazendo jogos cada vez mais parelhos. Mas não foi dessa vez que a sonhada vitória veio: o Brasil perdeu por 4 a 1 e deu adeus à chance de conquistar o Round 1 da WL. Matheus foi o autor do gol brasileiro. Os chilenos, com duas vitórias, enfrentam a fraca Guatemala na última rodada neste domingo e devem garantir o título com uma goleada. O Brasil entra em campo contra o México às 18h15 (horário de Brasília) para tentar garantir o 2º lugar no torneio.

Falta pouco para a estreia

foto oficial

Da esquerda para a direita, em pé: Faustino (GK), Mesquita, Paul, Bruno Paes, França, Coyote, Murilo, Marius, Ernst e Taffa (GK). Agachados: Patrick, Matheus, Gabriel, Bruno Mendonça, Stéphane, Yuri, Bruno Sousa e Lucas Paixão.

A seleção brasileira estreia na sexta-feira (12) às 16h (horário de Brasília) na World League em Guadalajara, no México. Nosso adversário é a Guatemala, última colocada no ranking da FIH, na 71ª posição, ao lado de Vanuatu. A seleção da América Central estreou recentemente em competições oficiais e é bem jovem, com 11 jogadores de até 20 anos de idade. A expectativa é de uma vitória tranquila dos brasileiros. A partida vai ser transmitida pelo canal online Hóquei TV, do auxiliar Léo DJ, que se juntou à comissão técnica que está no México. Os atletas já estão treinando no local da competição e fizeram uma foto oficial.

O estádio Pan-Americano em Guadalajara. Foto: Augusto França

O estádio Pan-Americano em Guadalajara. Foto: Augusto França

 

A jovem seleção da Guatemala que vai encarar o Brasil na estreia

A jovem seleção da Guatemala que vai encarar o Brasil na estreia

A caminho do México

world league

Foram anunciados os 18 jogadores convocados para defender a seleção brasileira na 1ª etapa da World League em Guadalajara, no México. O grupo é praticamente o mesmo que estava treinando durante três meses na Holanda, com exceção de Miguel, lesionado, e Lua, que voltou ao Brasil por motivos pessoais e não completou o período de treinamento. As maiores novidades são a volta de Bruno Sousa, que vem se destacando no hóquei holandês, e Paul Dunker, de apenas 15 anos. Falando em idade, o mais experiente é o capitão Bruno Mendonça, de 30 anos. Mas em número de jogos o líder é Yuri van der Heijden, com 53 partidas, seguido por Matheus (52) e França (51). Além de Paulo, outro novato é o atacante Marius Wassermeyer, de 21 anos, que vai fazer o primeiro jogo oficial pela seleção. A comissão técnica é composta pelo técnico Cláudio Rocha, o preparador físico Christian Quintão, o fisioterapeuta Leandro França, a preparadora de goleiros Inge Vermulen e a chefe de equipe Denise Guest.

Veja a relação completa, com time onde cada um joga (só ficamos devendo o de Paul Duncker)

Carioca: André Couto (Mesquita), Bruno Mendonça, Matheus Borges, Murilo Souza e Thiago Bomfim (Taffarel)

Macau: Augusto de Paula (França)

Florianópolis: Gabriel de Grandis, Lucas Paixão, Rodrigo Faustino (GK), Bruno Paes e Marcos Pasin (Coyote).

Holcombe (Inglaterra): Stèphane Vehrlé-Smith

Amersfoort (Holanda): Yuri Van der Heijden

HC Zwolle (Holanda): Patrick van der Heijden

HIC (Holanda): Ernst Rost-Onnes

Hattem (Holanda): Bruno Sousa

Holanda: Paul Duncker

TEC Darmstadt (Alemanha): Marius Wassermeyer

13 jogadores e uma viagem

World League Logo

13 atletas que atuam no Brasil foram convocados para o período de treinos da seleção brasileira em Hattem, na Holanda, entre 9 de junho até o início da World League, em setembro. A CBHG ainda vai divulgar a relação dos jogadores que atuam no exterior. Com 7 convocados, o Carioca – atual campeão brasileiro – é o time com mais atletas na lista. O Florianópolis tem 5 jogadores que vão para a Holanda. O Macau, de SP, tem um representante. Veja a lista completa, por clube:

Carioca: André Patrocínio (Mesquita), Bruno Mendonça, Chris McPherson, Matheus, Miguel, Murilo e Thiago Dantas (Taffarel) – GK

Florianópolis: Lucas Paixão, Luís Felipe Réus (Lua), Marcos Pasin (Coyote), Faustino e Bruno Paes.

Macau: França