Déjà vu

Alemanha: quarta medalha de ouro em Olimpíadas

#Cena 1: Olimpíadas de Pequim, 2008. Alemães e holandesas comemoram o ouro olímpico. 

# Efeito de passagem de tempo. 

#Corta para Cena 2: Olimpíadas de Londres, 2012. Alemães e holandesas comemoram o ouro olímpico.

Se fosse um filme, o hóquei nas Olimpíadas deste ano poderia ter o título de Déjà Vu. Apesar do esforço das outras equipes, as medalhas de ouro não mudaram de mãos. No feminino, as leonas argentinas vinham empolgadas pela chance de conquistar o topo do pódio pela primeira vez na história. Mas esbarraram em um paredão laranja. Depois do primeiro tempo em 0 a 0 na lotada Riverbank Arena, as holandesas vieram com tudo na segunda etapa e acabaram com o sonho das hermanas. Carlie van den Heuvel aproveitou um rebote de short corner e marcou o primeiro. A capitã Maartje Paumen acertou um belo drag flick e deu números finais ao placar. As holandesas comemoram o terceiro título olímpico na história. Do lado argentino, Luciana Aymar se tornou a atleta argentina com maior número de medalhas na história e a primeira mulher a subir ao pódio em quatro Olimpíadas.

Festa holandesa no feminino

A final do masculino teve um personagem improvável: Jan Philipp Rabente. Antes do início dos Jogos, o meia de 25 anos tinha apenas 6 gols pela seleção alemã em 71 jogos. Até que tudo mudou: ele foi o herói na vitória por 2 a 1 sobre os holandeses. O primeiro, numa jogada individual, foi uma pintura. O segundo, mostrando muito oportunismo. Foi a quarta medalha de ouro dos alemães na história dos Jogos, a segunda consecutiva. Será que vai ter repeteco no Rio em 2016? esse filme a gente já viu…

Quem leva?

Holandeses vão em busca da terceira medalha de ouro olímpica

A Riverside Arena estava lotada. A torcida britânica enchia as arquibancadas acreditando na classificação para a final. Um roteiro perfeito. Só esqueceram de avisar aos holandeses.  Sem tomar conhecimento dos donos da casa, a Laranja Mecânica aplicou uma goleada impiedosa por 9 a 2. Roderick Weusthof e Billy Bakker marcaram três vezes cada. Foi a maior vitória numa semifinal olímpica desde 1936, quando a Índia derrotou a França por 10 a 0.

Alemanha quer subir ao lugar mais alto do pódio olímpico pela segunda vez consecutiva

Na finalíssima deste sábado, eles enfrentam uma pedreira: a Alemanha, atual campeã olímpica. Os alemães derrotaram a Austrália por 4 a 2, numa revanche da final da Copa do Mundo de 2010, quando a seleção da Oceania venceu por 2 a 1.

Em busca do sonho dourado

Leonas querem o ouro inédito

Parece o nome de um filme. E tudo o que as argentinas querem é um final feliz. Elas já bateram muito na trave. Bronze em Pequim 2008 e Atenas 2004. Em Sidney 2000 elas conquistaram a prata depois da derrota para a Austrália na final. E agora as leonas podem garantir o sonhado ouro olímpico. Depois de passarem pelas britânicas em uma semifinal dramática, elas enfrentam a Holanda na grande decisão de amanhã. As holandesas, que buscam o bicampeonato olímpico, se classificaram numa semifinal eletrizante contra a azarã Nova Zelândia. Depois do empate em 2 a 2 no tempo normal e prorrogação, as europeias venceram por 3 a 1 na disputa de shoot-outs (os pênaltis pela nova regra). Nova Zelândia e Grã-Bretanha jogam às 11h30 na disputa do bronze e a finalíssima entre argentinas e holandesas vai ser às 16h.

Luciana Aymar foi um dos destaques da Argentina

Definidas as semifinais no masculino

A Alemanha do capitão Maximilian Mueller vai tentar o bicampeonato olímpico

Dois clássicos do hóquei mundial vão definir os finalistas do masculino nas Olimpíadas de Londres. A primeira semifinal vai colocar frente a frente a Alemanha, medalha de ouro em Pequim, e Austrália, bronze na última edição dos Jogos. O jogo começa às 11h30 desta quinta-feira. Às 16h é a vez de Holanda x Grã-Bretanha. Os holandeses terminaram a primeira fase com a melhor campanha: 5 vitórias em 5 jogos. Os britânicos venceram 2 jogos e empataram 3, só conseguindo a classificação num empate dramático contra a Espanha na última rodada.

Os britânicos eliminaram a Espanha, medalha de prata em Pequim 2008

Definidas as semifinais no feminino

As argentinas vão em busca do ouro em Londres

A quarta-feira vai ser emocionante na Riverside Arena, em Londres. Vão ser dois jogos com as quatro melhores seleções do mundo. Duas favoritíssimas (Holanda e Argentina), as britânicas, que vão contar com a força da torcida, e a azarã Nova Zelândia. A primeira partida está marcada para as 11h30, com as holandesas enfrentando as neozelandesas em busca do bicampeonato olímpico. Às 15h é a hora de ver as leonas argentinas em campo. Medalhistas de bronze em Pequim 2008, elas querem o ouro dessa vez. Mas para isso precisam passar pela Grã-Bretanha.

A Nova Zelândia é a surpresa das semifinais

Holanda nas semifinais no masculino

Holandeses comemoram gol contra a Alemanha

No duelo dos times com 100% de aproveitamento nas Olimpíadas, a Holanda derrotou a Alemanha por 3 a 1 e garantiu a classificação para as semifinais por antecipação pelo grupo B. Os alemães estão praticamente classificados também, já que a Coreia do Sul precisa vencer a forte Holanda e torcer pela derrota da Alemanha para sonhar com a vaga. Os asiáticos venceram a lanterna Índia por 4 a 1. Bélgica e Nova Zelândia empataram em 1 a 1 e somam 4 pontos na classificação.

Austrália e Grã-Bretanha empataram em um jogaço

No grupo A, muito equilíbrio, com quatro times brigando pelas duas vagas para as semifinais. Em um jogão, Austrália e Grã-Bretanha empataram em 3 a 3. O Paquistão venceu a lanterna África do Sul por 5 a 4, enquanto a Espanha manteve as chances de avançar ao vencer a Argentina por 3 a 1. Os hermanos estão eliminados, com apenas 1 ponto em 4 jogos.

Holanda e Alemanha praticamente nas semifinais

A Holanda segue imbatível nas Olimpíadas

Só um desastre tira a classificação de holandeses e alemães no masculino. As duas equipes mantiveram os 100% de aproveitamento na 3ª rodada e chegaram aos 9 pontos no grupo B, enquanto os adversários mais próximos têm apenas 3 pontos. As duas seleções venceram por goleada: a Holanda aplicou 5 a 1 na Nova Zelândia, enquanto a a Alemanha fez 5 a 2 na Índia, lanterna do grupo B. No outro jogo do grupo, a Bélgica conseguiu a primeira vitória nas Olimpíadas: 2 a 1 sobre os sul-coreanos.

Os alemães venceram a Índia e praticamente garantiram vaga nas semifinais

O grupo A está bem mais embolado. A Austrália empatou com a Argentina em 2 a 2 e lidera com 7 pontos. Com os mesmos 7 pontos estão os britânicos, que golearam o Paquistão por 4 a 1. A Espanha, atual vice-campeã olímpica, respirou na competição ao derrotar a África do Sul por 3 a 2, chegando aos 4 pontos. Argentinos e sul-africanos praticamente deram adeus às chances de classificação para as semifinais.

Os espanóis venceram e respiram nas Olimpíadas