A rainha e o hóquei

Três mocinhas sorridentes...

Três mocinhas sorridentes…

Você sabe o que é photobombing? é a expressão criada para definir o momento em que um bicão invade sua foto e acaba atraindo mais atenção que…você mesmo! o photobomb nível máximo aconteceu com as jogadoras da seleção de hóquei da Austrália Jayde Taylor e Brooke Peris. Elas tiravam uma selfie durante os Commonwealth Games na Escócia, quando a Rainha Elizabeth II, que visitava os locais de competição, apareceu sorridente no fundo da foto. Postada no Twitter, a imagem foi retuitada quase 5 mil vezes em menos de 5 horas e foi compartilhada até pela conta oficial da monarca britânica no microblog. As duas disseram que tentaram enquadrar a rainha na selfie, mas ficaram muito surpresas quando Elizabeth parou e sorriu para o celular. A foto já histórica foi tirada logo depois da goleada australiana sobre a Malásia por 4 x 0, quando a rainha foi cumprimentar as vencedoras.

Leonas abandonam seleção em protesto contra confederação

LEONAS

No Brasil se questiona muito a administração do hóquei nacional, mas na Argentina a insatisfação se transformou em atitude. Algumas das principais jogadoras da seleção feminina, uma das melhores do mundo, deixaram a equipe em protesto contra o presidente da Confederação Argentina de Hóquei, Anibal Fernandez. A primeira foi Rosario Luchetti, que disse não compartilhar dos mesmos valores dos dirigentes da CAF. Ela foi seguida quatro dias depois por Silvina D’Elia, Carla Rebecchi, Mariela Scarone e Daniela Sruoga. Em um comunicado conjunto, elas disseram que “sentem que os valores com que foram formadas não estão sendo respeitados”. Anibal Fernandez se defendeu dizendo que “existem jogadoras que por razões incompreensíveis escondem um conflito interno”.

O presidente da CAF, Anibal Fernandez

O presidente da CAF, Anibal Fernandez

Ele confirmou Santiago Capurro como novo treinador das leonas e disse que as jogadoras que abandonaram a seleção vão voltar a ser convocadas. Anibal Fernandez é senador da base governista e foi chefe de gabinete da Presidência argentina entre 2009 e 2011. Também foi ministro do Interior e da Justiça entre entre 2002 e 2011, sob os governos de três presidentes. Anibal, que também presidente do clube de futebol Quilmes, está sendo investigado pela justiça argentina por enriquecimento ilícito. Um abaixo-assinado foi lançado na internet para pedir a saída do dirigente argentino. Veja AQUI.

O comunicado divulgado pelas atletas argentinas

O comunicado divulgado pelas atletas argentinas

Rosario Luchetti é medalhista de bronze nas Olimpíadas de Pequim 2008, prata em Londres 2012, campeã mundial em 2010 e tricampeã do Champions Trophy: 2008, 2009 e 2010. Silvina D’Elia e Carla Rebecchi estrearam na seleção em 2003, enquanto Scarone e Sruoga chegaram à equipe em 2009. As quatro disputaram os últimos dois mundiais pelas Leonas: foram campeãs em Rosario 2010 e bronze em Haia agora em 2014. Elas ainda ganharam a medalha de bronze nas Olimpíadas de Londres em 2012.

Raio-x do Brasileirão Feminino

Tabela Brasileirao Feminino 2014

A liderança isolada do Campeonato Brasileiro feminino é do Desterro, atual campeão. As galáticas têm três vitórias em três jogos e somam 9 pontos. O Carioca vem logo atrás, com 4 pontos, seguido pelo Florianópolis, com 3. O Macau é o lanterna com apenas 1 ponto. Lembrando que estão sendo computadas vitórias de 5 x 0 sobre o Matias como W.O pela desistência da equipe de São José dos Campos. O Macau é o único que ainda vai ter os pontos somados, então já podemos considerar o time paulista com 4 pontos. As meninas voltam a campo para as duas rodadas finais em 16 e 17 de agosto, no Centro de Hóquei de Deodoro, no Rio de Janeiro.

Artilharia Feminino - Rodada 3

O Desterro parece estar com a classificação para a final bem encaminhada, então teríamos três equipes brigando pela segunda vaga na decisão. No sábado (16), Florianpolis x Carioca fazem um jogo decisivo. E no domingo, as vagas vão ser definidas nas partidas entre Carioca x Desterro e Florianópolis x Macau. A única certeza é de que não vai faltar emoção em campo. Thainá (Carioca) e Tiene (Macau), que estavam suspensas por causa de um desentendimento em campo no ano passado, voltam a campo nessa rodada. Uma curiosidade no campeonato até agora é que apenas o Desterro marcou gols: Patricia Boos é a artilheira com 2 gols. Kênia e Mayara também marcaram para a equipe catarinense. Os gols de Cris e Thalita contra o Matias não vão ser considerados por causa da desistência da equipe paulista. Foram distribuídos quatro cartões verdes no torneio até agora: três para o Desterro (Djeniffer, Camila Oliveira e Patricia Boos) e um para o Carioca (Tati).

Elas ainda acreditam. E você?

Meninas do Hoquei

E quando os sonhos se tornam esperanças perdidas… Que alguém deixou morrer sem nem mesmo tentar” a letra dos Originais do Samba poderia ser a realidade atual da seleção brasileira feminina de hóquei. Poderia. Mas sem a cadência do hóquei elas não poderiam ficar e para isso estão colocando a mão na massa. Deixadas de lado em relação à classificação para as Olimpíadas de 2016, as meninas estão se mobilizando de maneira independente para manter vivo o sonho de participar dos Jogos Olímpicos. O primeiro passo foi a criação de uma comunidade no Facebook chamada “Meninas do Hóquei”, com a seguinte descrição: “A Seleção Feminina de Hóquei luta pela continuidade do esporte e pela Olimpíada de 2016. APOIE ESSA IDEIA!!”.

Imagem usada na campanha: "o que não nos mata nos torna mais fortes!"

Imagem usada na campanha: “o que não nos mata nos torna mais fortes!”

O objetivo do grupo é conseguir patrocínio ou verba pública para disputar a World League em setembro, no México, para que ainda exista alguma possibilidade de classificação para 2016. Duas hashtags estão sendo usadas para a ação: #meninasdohoquei e #euaindaacredito. As atletas postam fotos treinando, fazendo exercícios, caprichando na alimentação saudável, enfim, mantendo toda a rotina normal apesar da falta de perspectivas por parte da confederação em relação a treinos oficiais e competições. O Hóquei Brasil apóia essa campanha e convida você a se juntar à luta das atletas.

Começa análise para licitação de Deodoro

deodoro hoquei

O Consórcio “Complexo Deodoro”, formado pelas construtoras Queiroz Galvão S/A e OAS S/A é o único participante da licitação para a construção da Região Norte do Complexo Olímpico de Deodoro, onde vai estar o Centro Olímpico de Hóquei nos Jogos de 2016. O valor total estimad0 é de R$ 647,1 milhões. Na semana que vem, a equipe de licitação da RioUrbe vai analisar os documentos e certidões técnicas, exigidas em edital, apresentados pelo consórcio.

Na Região Norte, além do Centro Olímpico de Hóquei, ficam o Estádio de Canoagem Slalom, a pista de Mountain Bike, a pista de BMX, o Centro Nacional de Tiro Esportivo, a Arena de Rúgbi e Combinado do Pentatlo Moderno, a Arena Deodoro – onde acontecem a esgrima do Pentatlo e as preliminares do basquete feminino e a piscina do Pentatlo Moderno.

Bruno Patrício assume gerência geral da CBHG

BP PERFIL

O ex-jogador da seleção brasileira Bruno Patrício assume a partir de 1º de junho o cargo de gerente-geral da CBHG no lugar de Eduardo Leonardo, que estava no cargo desde 2012. Eduardo vai ser o representante do hóquei no Comitê Organizador das Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro. Carioca, amigo pessoal e ex-colega de faculdade do técnico da seleção masculina, Cláudio Rocha, Bruno integrou a seleção brasileira na Copa Panamericana Indoor em 2002, nos Estados Unidos. O grupo ainda tinha atletas como Caldas, Léo Lemos, Oliver Höck, Sacha e Mipe, tendo como treinador o argentino Eduardo Righi.

Bruno na Seleção Brasileira em 2002.

Bruno na Seleção Brasileira em 2002.

Sempre jogando pelo Germânia, conquistou o Brasileirão pelo time carioca e voltou para a seleção em 2009, atuando na Copa Pan-Americana em Santiago, no Chile. Como dirigente, a única experiência foi em 2007, quando foi chamado às pressas para assumir o cargo de diretor técnico da CBHG durante a greve de atletas, que protestava contra a direção da entidade. (reportagem feita pelo UOL na época pode ser lida AQUI). Bruno atualmente também é responsável atualmente pela página Córner Curto, no Facebook. A entrada de Bruno Patrício na CBHG foi comunicada aos presidentes das federações estaduais pelo presidente da entidade, Sydnei Rocha, por meio de uma carta. Sydney disse que Bruno é “conhecido de todos e reúne todas as qualidades necessárias para gerenciar a CBHG“. Recentemente, Bruno voltou a entrar em campo, defendendo o Rio Hóquei na Série B do Campeonato Brasileiro em 2o13 e no Brasileirão de 2014.

Bruno com a camisa do Rio Hóquei.

Bruno com a camisa do Rio Hóquei.

Exclusivo: Balanço da CBHG em 2013

Grafico

Gráfico comparativo de valores (clique para ampliar)

Um dos itens aprovados na nova redação da Lei Pelé (Lei nº 9.615/98), sancionada pela presidente Dilma Rousseff em fevereiro desse ano, é a transparência na prestação de contas das confederações esportivas nacionais, o que claro, inclui a CBHG. A entidade vai ter que conservar por 5 anos os documentos que comprovem a origem de suas receitas e a efetivação das despesas, apresentar a Declaração de Rendimentos anualmente, além de abrir a todos os filiados o acesso irrestrito a documentos e informações relativas à prestação de contas, bem como àqueles relacionados à gestão da respectiva entidade de administração do desporto, os quais devem ser publicados na íntegra no site da CBHG. As informações ainda não estão na página da entidade, mas o Hóquei Brasil teve acesso aos dados públicos e divulga agora exclusivamente.

O balanço contábil se refere ao ano de 2013 e a leitura não é tão fácil, mas alguns dados chamam atenção, como o gasto de R$ 27 mil com telefone, numa época em que o uso de Skype e e-mail poderia reduzir drasticamente esse valor. 16% da verba da entidade (R$ 375 mil) se refere a salários (incluindo os encargos trabalhistas). Mas os pagamentos poderiam ir além disso, já que algumas pessoas podem receber por meio de RPAs (recibo de pagamento a autônomos), que estão incluídos na maior conta da entidade, a de Gastos PF/PJ, que utilizou mais de R$ 670 mil no ano passado. Estamos anexando todas as páginas do balanço, confira: