1/3 de valor de convênio da CBHG foi gasto com salários

Percentual gasto com salários impressiona

Percentual gasto com salários impressiona

Em tempos de busca por transparência em todos os órgãos que recebem dinheiro público, o Hóquei Brasil sempre tentou divulgar os salários pagos a quem participa da gestão do esporte e da preparação das seleções. Não é uma tarefa fácil, já que o assunto ainda parece tabu na administração pública de maneira geral. Mas se a presidente, ministros, senadores e deputados têm o salário conhecido por todos, porque no hóquei seria diferente? tivemos acesso a dados publicados no Portal da Transparência, do Governo Federal, mostrando alguns salários pagos durante o ano de 2011. Essa verba veio por meio de um convênio especial feito com o Ministério do Esporte no valor total de R$ 1.195.650,00 (um milhão, cento e noventa e cinco mil, seiscentos e cinquenta reais). Analisamos todos os números e chegamos à conclusão de que cerca de 1/3 da verba foi gasta apenas em salários da comissão técnica: R$ 432.000,00 (quatrocentos e trinta e dois mil reais).

O maior salário é o do treinador: R$ 6 mil. Bem distante, temos coordenador de seleções (R$ 3.500), preparador físico, auxiliar técnico e preparador de goleiros (R$ 3.000), médico, nutricionista e fisioterapeuta (R$ 2.500), psicólogo (R$ 1.500), camera man (R$ 1.500) e assessora de imprensa (R$ 1.000). Nos termos do contrato, a CBHG entrou com verba própria (proveniente da Lei Agnelo/Piva) apenas nos salários da assessora de imprensa e do camera man. Lembrando que a CBHG tem outros cargos com salário, como o gerente-geral, mas ainda não tivemos acesso a essas informações.

Veja os detalhes dos salários, sempre multiplicados por 12 meses e com os impostos devidos:

Técnico: R$ 6 mil / mês – R$ 72 mil ano – impostos: R$ 14.400 – total: R$ 86.400,00

Coordenador de seleções: R$ 3.500 / mês – R$ 42 mil ano – impostos: R$ 8.400 – total: R$ 50.400,00

Preparador físico: R$ 3 mil / mês – R$ 36 mil ano – impostos: R$ 7.200 – total: R$ 43.200,00

Auxiliar técnico: R$ 3 mil / mês – R$ 36 mil ano – impostos: R$ 7.200 – total: R$ 43.200,00

Preparador de goleiros: R$ 3 mil / mês – R$ 36 mil ano – impostos: R$ 7.200 – total: R$ 43.200,00

Nutricionista: R$ 2.500 / mês – R$ 30 mil ano – impostos: R$ 6.000 – total: R$ 36.000,00

Fisioterapeuta: R$ 2.500 / mês – R$ 30 mil ano – impostos: R$ 6.000 – total: R$ 36.000,00

Médico: R$ 2.500 / mês – R$ 30 mil ano – impostos: R$ 6.000 – total: R$ 36.000,00

Psicólogo: R$ 1.500 / mês – R$ 18 mil ano – impostos: R$ 3.600 – total: R$ 21.600,00

Camera man: R$ 1.500 / mês – R$ 18 mil ano – impostos: R$ 3.600 – total: R$ 21.600,00

Assessora de imprensa: R$ 1.000 / mês – R$ 12 mil ano – impostos: R$ 2.400 – total: R$ 14.400,00

Total geral: R$ 432.000,00

Um para cada

IMG_2543

O Germânia ficou com o título do sub-18

Dezenas de adolescentes tomaram o Centro de Hóquei de Deodoro para a disputa do Campeonato Carioca de base no último sábado (15). Germânia, Castelo Waves, CPOR/Tô Ligado e Rosa da Fonseca foram os grandes campeões e garantiram vaga no Brasileiro de base, assim como os segundos colocados em cada categoria. No sub-18 masculino, o Germânia não deu chance aos adversários e foi campeão com vitórias sobre o Castelo Waves e o Elpídio da Silva. Giovanni e Roger foram os destaques do time da zona sul carioca.

O Castelo Waves ficou com o título carioca sub-18 no feminino

O Castelo Waves ficou com o título carioca sub-18 no feminino

 No sub-18 feminino, o Castelo Waves teve uma campanha invicta: com grande atuação de Alice e da atacante Taís, fez 11 a 1 sobre o Elpídio da Silva e empatou em 2 a 2 com o Percepção, conquistando o primeiro título da história da equipe. O projeto CPOR/Tô Ligado, comandado por Igor Menezes, levou o título do sub-15 masculino com duas vitórias sobre o Rosa da Fonseca, mas a escola da zona oeste se recuperou conquistando o título do sub-15 feminino na disputa de shoot-out contra as meninas do Castelo Waves.
Meninas do Rosa da Fonseca, campeãs cariocas sub-15

Meninas do Rosa da Fonseca, campeãs cariocas sub-15

O CPOR/Tô Ligado levou o Carioca sub-15 no masculino

O CPOR/Tô Ligado levou o Carioca sub-15 no masculino

Veja todos os placares da competição:
Sub-18 masculino
Germânia 3 x 1 Castelo Waves
Elpídio da Silva 1 x 0 Deodoro HC
Disputa de 3º lugar
Castelo Waves 4 x 2 Deodoro HC
Final
Germânia 6 x 1 Elpídio da Silva
Sub-18 feminino
Percepção 4 x 0 Elpídio da Silva
Castelo Waves 11 x 1 Elpídio da Silva
Castelo Waves 2 x 2 Percepção
Sub-15 masculino
CPOR/Tô Ligado 5 x 3 Rosa da Fonseca
CPOR/Tô Ligado 4 x 3 Rosa da Fonseca
Sub-15 feminino
Castelo Waves 2 x 1 Rosa da Fonseca
Rosa da Fonseca 1 x 0 Castelo Waves (1×0 shoot out)
Veja aqui uma galeria especial de imagens feitas pelo fotógrafo Patrick Luan, com exclusividade para o Hóquei Brasil:

Brasil é eliminado da World League, mas ainda mira em 2016

O capitão Bruno Mendonça em ação contra os chilenos

O capitão Bruno Mendonça em ação contra os chilenos. Foto: Andrés Mallén

Acabou o sonho brasileiro de avançar na World League 2014/2015. A seleção masculina foi eliminada da competição ao perder para o México na disputa de shoot-out depois do empate em 0 a 0 no tempo normal. Com o resultado, o time treinado por Cláudio Rocha ficou na 3ª posição e não vai avançar para o Round 2, já que apenas os dois primeiros colocados (Chile e México) se classificaram. A eliminação também complica ainda mais a caminhada rumo à classificação às Olimpíadas de 2016. Não temos mais chance de chegar até a 30ª posição no ranking da FIH até o fim de 2014, o primeiro critério de classificação para os Jogos. Nos resta agora o segundo critério: chegar em até 6º lugar nos Jogos Pan-Americanos de 2015 em Toronto, no Canadá. Mas sequer ainda classificados para a competição.
gab

Gabriel de Grandis na derrota para o Chile. Foto: Andrés Mallén

As oito vagas vão ser preenchidas da seguinte forma: uma para o país anfitrião (Canadá); duas para os dois primeiros colocados no Campeonato Sul-Americano de 2014 (Argentina e Chile); duas para os primeiros colocados nos Jogos da América Central e Caribe, que acontecem no México em Novembro; 2 para os países com melhor classificação na Copa Pan-Americana de 2013 após os já classificados, uma a ser disputada entre EUA e o país na colocação seguinte à dos americanos na Copa Pan-Americana 2013. Resumindo, é o seguinte: temos que torcer para Trinidad & Tobago e México, que ficaram à nossa frente na Copa Pan-Americana 2013, levarem as vagas pelos Jogos da América Central e Caribe, abrindo a chance de nos classificarmos pelas posições finais da competição. Agora é esperar, fazer contas e torcer.
França tenta jogada na goleada sobre a Guatemala. Foto: Andrés Mallén

França tenta jogada na goleada sobre a Guatemala. Foto: Andrés Mallén

Brasil e Guatemala entram em campo pela World League

Brasil e Guatemala entram em campo pela World League. Foto: Andrés Mallén

Confira aqui uma galeria exclusiva de imagens feitas pelo fotógrafo mexicano Andrés Mallen, nas partidas contra o Chile e a Guatemala.

Na alegria e na tristeza

Brasil: uma vitória e uma derrota em Guadalajara

Brasil: uma vitória e uma derrota em Guadalajara

A seleção brasileira enfrentou sentimentos distintos nos dois primeiros jogos pelo Round 1 da World League em Guadalajara, no México. Primeiro, a festa pela goleada expressiva de 9 x 0 sobre a Guatemala. O grande destaque foi Stéphane, com 5 gols. Matheus marcou duas vezes e Yuri, França e Murilo completaram o placar. Neste sábado o adversário foi a forte seleção do Chile, contra a qual estamos fazendo jogos cada vez mais parelhos. Mas não foi dessa vez que a sonhada vitória veio: o Brasil perdeu por 4 a 1 e deu adeus à chance de conquistar o Round 1 da WL. Matheus foi o autor do gol brasileiro. Os chilenos, com duas vitórias, enfrentam a fraca Guatemala na última rodada neste domingo e devem garantir o título com uma goleada. O Brasil entra em campo contra o México às 18h15 (horário de Brasília) para tentar garantir o 2º lugar no torneio.

Chuva de gols em Guadalajara

canada

39 gols foram marcados em apenas dois jogos na rodada de estreia da World League feminina em Guadalajara, no México. Sem contar com o Brasil, que desistiu da competição, o torneio começou com duas goleadas, uma delas histórica. O Canadá fez 34 a 0 sobre a jovem seleção da Guatemala, talvez a maior goleada da história do hóquei feminino nas Américas. Brienne Stairs foi a artilheira do jogo, com 6 gols. A partida teve ainda um fato curioso: além das goleiras, apenas duas atletas não marcaram gols.

Já as mexicanas, donas da casa, não tiveram dificuldades para vencer o Peru por 5 a 0. As duas equipes confirmam então o favoritismo para brigar pelo título da etapa. A 2ª rodada acontece neste sábado (13), com México x Canadá e Guatemala x Peru. Apenas a seleção campeã garante vaga na World League 2, que acontece em 2015. Apenas a 3ª fase vai definir os classificados para as Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro. Falando em Jogos Olímpicos, a seleção brasileira masculina começa hoje a caminhada na busca de uma vaga. Entramos em campo às 16h (horário de Brasília) contra a Guatemala. Todo mundo na torcida!

Falta pouco para a estreia

foto oficial

Da esquerda para a direita, em pé: Faustino (GK), Mesquita, Paul, Bruno Paes, França, Coyote, Murilo, Marius, Ernst e Taffa (GK). Agachados: Patrick, Matheus, Gabriel, Bruno Mendonça, Stéphane, Yuri, Bruno Sousa e Lucas Paixão.

A seleção brasileira estreia na sexta-feira (12) às 16h (horário de Brasília) na World League em Guadalajara, no México. Nosso adversário é a Guatemala, última colocada no ranking da FIH, na 71ª posição, ao lado de Vanuatu. A seleção da América Central estreou recentemente em competições oficiais e é bem jovem, com 11 jogadores de até 20 anos de idade. A expectativa é de uma vitória tranquila dos brasileiros. A partida vai ser transmitida pelo canal online Hóquei TV, do auxiliar Léo DJ, que se juntou à comissão técnica que está no México. Os atletas já estão treinando no local da competição e fizeram uma foto oficial.

O estádio Pan-Americano em Guadalajara. Foto: Augusto França

O estádio Pan-Americano em Guadalajara. Foto: Augusto França

 

A jovem seleção da Guatemala que vai encarar o Brasil na estreia

A jovem seleção da Guatemala que vai encarar o Brasil na estreia

Vem aí o Carioca de base

Vai ser disputado no próximo sábado (13) o Campeonato Carioca de Base 2014. O torneio vai ser disputado no formato 5 a side e vai acontecer no Centro de Hóquei de Deodoro, na zona oeste do Rio de Janeiro. No sub-18 masculino, quatro equipes vão disputar o título: Germânia, Elpídio da Silva, Castelo Waves e Deodoro HC. No sub-18 feminino estão inscritos Percepção, Elpídio da Silva e Castelo Waves. No sub-15 masculino, participam Tô Ligado/CPOR e Rosa da Fonseca. E no sub-15 feminino a disputa vai ser entre Rosa da Fonseca e Castelo Waves. Veja aqui a tabela divulgada nesta terça-feira:

tabela carioca base